Você pensa em comida o tempo todo?
Coaching de emagrecimento

Você pensa em comida o tempo todo?

junho 06, 2019   •   por Karen Coelho

Comer é bom. Quem duvida disso? Mas, o problema aparece quando você pensa em comida o tempo todo. Se esse é o seu caso, leia este artigo e descubra como lidar com esta situação.

Alimentar-se, pelo menos três vezes por dia, faz parte da rotina saudável de qualquer ser humano. Claro que temos que ter cuidado com a seleção dos alimentos que ingerimos, escolhendo por uma rotina variada e rica em verduras e legumes. A hidratação é essencial, assim como evitar o consumo de gorduras, açúcares e bebidas alcoólicas.

Mas há pessoas que por variadas razões, têm uma relação de dependência emocional com a comida. Ou seja, se estão felizes comem, se estão tristes comem. Comem não para alimentarem-se, mas de forma compulsiva como se fosse um vício.

Você pensa em comida o tempo todo ?

Normalmente, este tipo de atitude está relacionado com uma necessidade de “preencher um vazio”: algo que está faltando, uma desilusão, um fracasso. A pessoa se sente impotente perante determinada situação e vê na comida, uma solução, ainda que temporária para este mal estar.

O problema é que este comportamento poderá trazer muitos malefícios quer para a saúde física, quer para a mental de quem está passando por este problema.

Mas primeiro é importante identificar o padrão de comportamento de quem está viciado em comida. Será que você pensa em comida o tempo todo?

É preciso descartar aquelas pessoas que gostam de comer. Ou seja, tem prazer em comer, sentem-se felizes ao degustarem uma comida bem feita. Esta é uma situação diferente de quem come por compulsão e, em vez de prazer, é tomado por um sentimento de culpa.

A pessoa sente-se culpada por comer e poderá desenvolver outros tipos de doenças compulsivas como bulimia e anorexia. O que isso tem a ver com a auto-estima? Tudo! Pessoas com baixa auto-estima podem encontrar na comida, em excesso, uma satisfação momentânea, mas é um caminho perigoso e deve ser evitado.

Leia também:

Você já conheceu seu crítico interno?

Pessoas que pensam em comida o tempo todo não usufruem da comida que comem. Não é raro encontrar nestas pessoas, os seguintes comportamentos: normalmente, comem muito depressa, não saboreando os alimentos, repetem mais do que uma vez as refeições. Não é raro, também, que pensem no que vão comer ao jantar, por exemplo, sem ainda nem terem terminado o almoço.

O pensamento está centrado na comida de forma constante e se você pensa em comida o tempo todo, provavelmente comerá, mesmo que não tenha fome ou que não corresponda ao horário das três principais refeições.

Outro sinal de que a pessoa está envolvida com a comida de uma forma pouco saudável, é estar sempre comendo um snack, uma bolacha, um doce. Mas se este é o seu caso ou de alguém que você conhece, algumas dicas podem ajudar a transformar este comportamento.

A primeira dica é ter consciência do quanto se come. Esta é uma dica muito simples, mas poderá ajudar a perceber a quantidade de comida ingerida diariamente. Você poderá se surpreender ao deparar-se com o quanto você está ingerindo diariamente.

E dar razão àquela frase: “Descontando na comida”. Para isso, será preciso fazer um diário do consumo de alimentos durante uma semana. Outra dica que poderá ser muito útil neste período de transição é não repetir as refeições. Claramente, alguém que repete, come depressa demais e não mastiga, nem saboreia os alimentos.

Se você pensa em comida o tempo todo, podemos afirmar que o seu foco de atenção está direcionado para a comida. Neste sentido, outra dica é mudar o foco. Mas como fazer isso? Algumas sugestões que podem ajudar é encontrar outras fontes de interessante como o exercício físico, uma caminhada, e também ajuda profissional como uma terapia. Todas as estratégias são válidas para que a comida seja uma fonte de alimentação e não de problema.

Compartilhe!
Karen Coelho
Carioca, advogada, blogueira, coach de emagrecimento, coach de alta performance, analista comportamental do obeso e uma eterna entusiasta da vida. Criei o blog da Karen para poder compartilhar com vocês minha paixão pelo universo feminino.
1 comentário
  1. Franciele Gassy
    junho 06, 2019

    Adorei o site é muito lindo parabéns pelo capricho

Deixe seu Comentário