USO EXCESSIVO DE ADOÇANTES – RISCOS!
Emagrecimento

USO EXCESSIVO DE ADOÇANTES – RISCOS!

abril 21, 2018   •   por Karen Coelho

O uso excessivo de adoçantes traz muitos riscos para a saúde. Muitas pessoas têm a falsa ideia de que para fazer dieta é preciso trocar o açúcar para o adoçante sintético. Isso é um erro muito comum e pode prejudicar muito a sua saúde. Veja.

O risco do uso excessivo de adoçantesuso excessivo de adoçantes emagrecimento

Os edulcorantes, também conhecidos como adoçantes dietéticos, foram criados exclusivamente para pessoas que não tem capacidade de processar glicose no organismo, ou seja, para diabéticos. Esses adoçantes podem não conter, ou conter pouquíssimas calorias, entretanto, contêm diversos aditivos químicos, alguns deles comprovadamente prejudiciais à saúde a longo prazo.

Os adoçantes são substitutos artificiais do açúcar que conferem sabor adocicado, sem possuir sacarose em sua composição, pois são elaborados para atender às necessidades daqueles com restrição de carboidratos simples.

Limite de ingestão diária

Todo adoçante dietético possui um limite de ingestão diária, recomendado pela Organização Mundial da Saúde, é preciso que esse limite seja respeitado, devido a possíveis efeitos colaterais ao indivíduo, tais como: dor de cabeça, mal estar, perda de humor e diarreia.

O uso indiscriminado dos adoçantesuso excessivo de adoçantes vilão

Esses substitutos da sacarose, na maior parte das ocasiões, são utilizados sem muito critério e sem as informações necessárias quanto aos limites de ingestão diária e as possíveis complicações que podem causar por serem derivados de substâncias químicas.

Para sua utilização, o indicado é ter a orientação de um médico e/ou nutricionista que avalie cada necessidade especificamente.

Atualmente, com a divulgação da mídia, a ideia de corpo perfeito e a boa forma física fizeram do açúcar o vilão, gerando uma gigante mudança nos hábitos alimentares e destacando os adoçantes dietéticos como o substituto ideal para o objetivo de perda de peso.

O uso de produtos com poder adoçante e de baixas calorias representam um público potencial para dietas com restrição ao açúcar já que a busca de um corpo de formas perfeitas está associada as exigências da vida moderna.

Ainda existe o público que escolhe adoçantes devido à praticidade do uso, àqueles que tem necessidade, os diabéticos por exemplo e uma grande parcela de pessoas acima do peso. Com isso, o uso do adoçante vem aumentando drasticamente com o passar dos anos.

O que são os adoçantesuso excessivo de adoçantes o que é

Os adoçantes dietéticos são conhecidos como xenobióticos, A palavra xenobiótico é composta por radicais gregos que significam (xeno= estranho, biótico= a vida). São compostos químicos estranhos a um organismo ou sistema biológico, tais como os produtos industriais, poluentes da água, do ar, drogas terapêuticas, aditivos como: conservantes, corantes e adoçantes de alimentos.

Os xenobióticos são substâncias químicas que rompem o equilíbrio orgânico e provocam alterações no equilíbrio do organismo. Uma quantidade crescente dessas substâncias, consumidas diariamente pelos seres humanos, é capaz de provocar reações adversas, que são manifestações de um possível estado patológico ocasionado pela interação de um agente químico com um organismo. O uso abusivo e continuo dessas substâncias químicas são capazes de produzir uma determinada resposta tóxica a um organismo vivo.

Estas substâncias podem causar danos genéticos alterando a constituição do DNA (ácido desoxirribonucléico) afetando gerações futuras e promovendo o aparecimento de câncer de mama, próstata, testículos, ovários, e etc.

Compostos que devem ser ingeridos com cuidado

Os edulcorantes, substâncias responsáveis pelo sabor adocicado dos adoçantes, costumam ser os causadores da polêmica que impõe medo àqueles que desejam emagrecer, aproveitando do doce gosto dos alimentos. Alguns tipos de edulcorantes, e alguns dos seus componentes devem ser ingeridos com cuidado, são eles:

– Aspartame:. No organismo, o aspartame é metabolizado no trato gastrointestinal, liberando ácido aspártico, fenilalanina e metanol. O acido aspártico, em experimentos com animais, já causou lesões cerebrais.

– Fenilalanina: pode bloquear a produção de serotonina. Níveis baixos de serotonina provocam insônia, depressão, angústia e alterações no humor.

– Metanol: Pode causar câncer, pois ao ser ingerido libera formaldeído (formol), que é suspeito de ter ação cancerígena, segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca).

– Sacarina Sódica

– Ciclamato de Sódio

– Acessulfane

O uso excessivo de adoçantes – conclusãouso excessivo de adoçantes malefícios

Diante de tudo isso, se você não tem uma doença específica que te coloque a necessidade de utilizar o adoçante, evite ao máximo incluí-lo na dieta. Opte pelo açúcar mascavo, pelo stévia ou pela não utilização do açúcar.

 

 

USO EXCESSIVO DE ADOÇANTES – RISCOS!
Avalie este post
Compartilhe!
Karen Coelho
Carioca, advogada, blogueira, coach de emagrecimento, coach de alta performance, analista comportamental do obeso e uma eterna entusiasta da vida. Criei o blog da Karen para poder compartilhar com vocês minha paixão pelo universo feminino.
Deixe seu Comentário