Candidíase- você também sofre desse mal?
Doenças Saúde

Candidíase- você também sofre desse mal?

setembro 20, 2017   •   por Karen Coelho

Candidíasecandidíase coceira

A candidíase é uma doença infecciosa muito comum entre as mulheres, e se manifesta principalmente durante o verão e entre as gestantes. Mas, ao contrário do que muitos pensam a candidíase não afeta apenas as mulheres, mas também os homens. Embora seja uma doença comum entre a população, muitas pessoas nem imaginam que ela existe, e por isso seu diagnóstico é prejudicado.

Apesar de não ser uma doença grave, a candidíase merece cuidados e tratamento adequado, pois seus sintomas causam muito desconforto e até constrangimentos. Isso porque quando a doença atinge as mulheres, os primeiros sintomas aparecem na vagina, mas isso não significa que o problema surge apenas nos órgãos sexuais. Essa infecção também pode afetar a boca, as unhas, a pele e até mesmo a garganta. Veja a seguir mais informações sobre essa doença.

O que é candidíase?

A candidíase é uma infecção causada por fungos, especificamente pelo fungo Candida. O que muitas pessoas não sabem é que existem vários tipos de candidíase, sendo os 3 mais comuns, a candidíase vaginal, a cutânea e o sapinho que afeta a boca. Esses três tipos são causados pelo mesmo fungo, chamada de Candida albicans.

Causas da candidíase

Diversos fatores podem contribuir para o desenvolvimento do fungo causador da candidíase. No caso da candidíase vaginal, ela acontece com mais frequência porque esse fungo já está naturalmente presente no organismo das mulheres e quando acontece um desiquilíbrio no organismo, a produção desse fungo aumenta provocando a doença. Isso é muito comum de acontecer porque a região íntima feminina é mais úmida, o que acaba facilitando a propagação do fungo.

A seguir, conheça as principais causas da doença.

  • Imunidade baixa: ela deixa o organismo mais propenso a doenças, principalmente as causadas por fungos;
  • Tempo muito quente: a candidíase é muito mais comum durante o verão, pois os fungos se desenvolvem com mais facilidade em áreas quentes;
  • Falta de higiene: a higienização diária da pele é fundamental para evitar o desenvolvimento de fungos;
  • Má alimentação: a alimentação pobre em nutrientes essenciais para a saúde pode facilitar a entrada de agentes nocivos ao organismo;
  • Uso constante de antibióticos: esses medicamentos quando são usados com certa frequência podem matar as bactérias saudáveis do organismo, podendo contribuir para o desenvolvimento do fungo;
  • Consumo em excesso de carboidratos e doces: esses alimentos quando consumidos em altas quantidades, podem aumentar o desenvolvimento do fungo da candidíase vaginal;
  • Sexo desprotegido: mesmo não sendo considerada uma doença sexualmente transmissível, a candidíase pode ser transmitida para as genitálias e boca;
  • Ficar muito tempo com roupas úmidas e apertadas: o fungo Candida gosta de lugares úmidos e quentes, por isso esses hábitos devem ser evitados.
  • Troca de salivas através do beijo: muitas pessoas esquecem que o beijo também pode transmitir a infecção.

Sintomas da candidíasecandidíase sintomas

Os efeitos causados pela doença variam de acordo com o seu tipo. Veja os principais sintomas da candidíase de acordo com região acometida pelo fungo.

Sintomas candidíase vaginal

  • Dor e desconforto na durante a relação sexual e na hora de urinar;
  • Corrimento esbranquiçado com aspecto de coalhada;
  • Coceira e ardor na vagina;
  • Vermelhidão e inchaço.

Sintomas da candidíase cutânea

  • Erupção cutânea de coloração vermelha que pode atingir a pele entre os dedos das mãos e dos pés, e em volta das unhas e até a virilha;
  • Descoloração e espessamento das unhas;
  • Coceira na região afetada;
  • Odor corporal.

Sintomas do sapinho (candidíase oral)

  • Manchas brancas na língua ou na parte interna das bochechas;
  • Dor ao engolir;
  • Mau hálito e secura na boca;
  • Alterações no paladar
  • Lesões ou vermelhidão.

Tratamento da candidíase

O tratamento da candidíase é bem simples e fácil de ser seguido. No caso da candidíase vaginal, é indicado o uso de pomadas antifúngicas e medicamentos específicos de via oral. Além disso, os médicos costumam recomendar pequenas mudanças de hábitos, como a melhora da alimentação e o uso de roupas íntimas de algodão. Usar preservativo nas relações sexuais também é uma recomendação muito importante para evitar o problema e ajudar no seu tratamento.

Já a candidíase de pele pode ser tratada com remédios caseiros e com a melhora da higiene diária. Também é indicado o uso de cremes antifúngicos nos locais afetados pelo fungo da cândida. Cuidados com a higiene da pele também ajudam muito na melhora dos sintomas e a acabar de vez com o problema.

O tratamento da candidíase oral, mais conhecida popularmente como sapinho, é realizado com medicamentos antifúngicos, porém antissépticos tópicos e alguns tipos de suplementos alimentares também podem ajudar a acabar com o problema mais rápido. Nos casos de desconforto na garganta, também é indicado o uso de pastilhas especificas que aliviam os sintomas desagradáveis da infecção causada pela candida.

Dicas para prevenir a candidíase

Para evitar que esse problema apareça, a melhor alternativa é mudar alguns hábitos na sua rotina. Veja a seguir algumas dicas básicas que vão te ajudar na prevenção da candidíase.

  • Mantenha uma alimentação balanceada e saudável;
  • Troque todos os dias roupas intimas e meias;
  • Não use roupas muito apertadas;
  • Consuma mais probióticos;
  • Reduza o consumo de açúcar a carboidratos da sua dieta;
  • Use sabonete suave ou neutro;
  • Evite ficar muito tempo com roupas molhadas;
  • Mantenha sempre uma boa higiene;
  • Use preservativos em todas relações sexuais;
  • Siga todas as recomendações do seu médico;
  • Procure usar roupas íntimas de algodão.

Vale lembrar que essas dicas de prevenção valem para todos os tipos de candidíase.

Complicações possíveis da doença

Apesar de ser uma doença fácil de tratar, a candidíase quando não recebe o tratamento adequado, pode ocorrer diversas vezes em intervalos menores de tempo. Em pessoas que sofrem com o sistema imunológico baixo, a candidíase sem os cuidados adequados pode até atingir alguns órgãos, causando complicações e até mesmo morte. Por isso, ao perceber qualquer sintoma de candidíase, procure a ajuda de um médico para receber o tratamento adequado.

Importante!

Lembre-se sempre que nenhuma dica substitui o acompanhamento de um médico. Isso porque somente um especialista pode indicar o tratamento mais indicado para cada paciente. Além disso, se automedicar pode ser muito perigoso para a saúde e até mesmo piorar o problema. Por isso para curar a candidíase procure um médico especialista.

 

Candidíase- você também sofre desse mal?
Avalie este post
Compartilhe!
Karen Coelho
Carioca, advogada, blogueira, coach de emagrecimento, coach de alta performance, analista comportamental do obeso e uma eterna entusiasta da vida. Criei o blog da Karen para poder compartilhar com vocês minha paixão pelo universo feminino.
Deixe seu Comentário